Sábado, 30 de Junho de 2007

Receias os sentidos

Sei que tens medo do que sinto.
Por mais que não queiras acreditar, por mais dúvidas que tenhas, por mais louco que possas julgar, a verdade que tudo o que sinto é real. Não são caprichos, não são deambulações de uma alma perdida, não são incógnitas fantasias. Não. São sentimentos puros, profundos, genuínos, transparentes. Perante ti despi-me e dispo-me de falsidades de máscaras teatrais. Perante ti e a ti eu mostro-me como sou. Abro a minha alma, exponho todos os meus sentimentos, grito todos os meus desejos. Nunca imaginei que fosse possível alguém abrir-se tanto espiritualmente e sentimentalmente como eu faço contigo.
Tu continuas a não acreditar em mim……
Continuas a não querer acreditar em mim.
Tens receio deste meu sentimento.
A cada passo que dou na tua direcção, na nossa direcção, tu retrais-te, encolhes-te. Como que caminhas também para o nosso destino, para logo de seguida dares 2 passos para trás. Eu caminho para ti. Tu foges.
Sei que a estrada não era a tua. Entraste prisioneira nesta caminhada. Não querias! Sei também que dificilmente saciarias a tua felicidade andando lado a lado, de mão dada, comigo, atravessando o nosso destino. Tu desejas mais do que eu te posso oferecer. Sei disso.
No entanto fico com a alma magoada quando duvidas, quando receias, quando hesitas, daquilo que sinto.
Todo o meu corpo e espírito clamam por ti. Desejam-te.
O destino deu o primeiro passo para nós dois sermos uma realidade. Não receies o que o destino projectou para nós.

lágrimas de olhosquechoram às 16:20
link do post | limpa-me as lágrimas | favorito
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Estar contigo

Há momentos que queremos que durem para sempre.
Momentos que nos enchem a alma, que nos preenchem algum vazio, que nos fazem vibrar, tremer por dentro. São momentos de esplendor, de contemplação, de deleite.
A pele arrepia-se de satisfação, o coração bate de prazer, as estrelas como que iluminam o nosso ser. Sentimo-nos completos.
Cada momento que estou contigo é um destes momentos.
Estar contigo, de qualquer forma, sob qualquer pretexto, causa em mim este efeito de êxtase, de alegria profunda, de paz interior, de harmonia dos sentidos. Tudo o resto manifesta-se insignificante.
Sentir-te em mim é como um encantamento em forma de verdade, é o deslumbramento de cada célula do meu corpo traduzindo-se numa limpeza de espírito que só imagina ao alcance dos deuses.
Esses momentos maravilham-me e fazem-me acreditar na felicidade. Afinal é possível ser feliz. Fazes-me feliz!
Aqueles momentos eu quero que durem para sempre. Quando estou contigo desejo que os ponteiros do relógio parem, desejo, naquele instante, a eternidade. Sempre contigo.
 
Mesmo que o universo esteja contra nós, nada, ninguém, me pode tirar o prazer que sinto ao estar contigo.
 

lágrimas de olhosquechoram às 20:27
link do post | limpa-me as lágrimas | favorito
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

Sinto-te

(Reedito este post pois, hoje, ele espelha o que vai dentro de mim)
Sinto-te

Sinto-te dentro de mim.

Sinto-te cada vez mais entranhada em mim. Sinto-te a passear dentro dos meus pensamentos, a vasculhar toda a minha alma, a brincar com os meus sonhos, a vibrar com os meus arrepios. Sinto-te dentro de cada lágrima que choro, de cada sorriso de solto. Sinto-te dentro da minha dor e dentro da minha alegria.

Sinto-te em cada pedaço de mim.

E gosto disso.

Gosto de te sentir dentro do meu coração, brincando com ele, exigindo dele, impondo-se a ele e deixando-o ser ele.

Gosto de te sentir pairando em mim


lágrimas de olhosquechoram às 10:04
link do post | limpa-me as lágrimas | favorito
Terça-feira, 26 de Junho de 2007

Tarde demais

Não posso ser teu. Só porque não queres ser minha.

Não queres abrir a porta do teu coração

Não desejas arriscar os sentimentos

Não pretendes sentir.

Receias sentir.

 

Não percebes.

Não percebes que o acaso é obra do destino.

Não percebes que o céu nunca será eternamente azul.

Não percebes que é possível.

 

Tudo tem um objectivo

Tudo tem um propósito

A direcção que seguirmos será aquela onde temos de estar.

Sem desvios.

Sem medos.

De olhos fechados.

 

Nada nos vem ter à mãos.

Arriscar é um dom de quem pretende ser feliz.

 

O tempo tudo cura e tudo destrói.

O tempo perfeito é todo o tempo. É tempo algum.

Os momentos não se repetem.

E mais tarde pode ser tarde demais.


lágrimas de olhosquechoram às 21:27
link do post | limpa-me as lágrimas | ver lágrimas caídas (2) | favorito
Segunda-feira, 25 de Junho de 2007

...

 

Bem.... sendo nomeado pela fadalua e pela jully, facto que me deixa orgulhoso e que eu muito agradeço (mas já agora e com falsa modéstia à parte digo: mal anda a blogosfera para uns textos sentidos mas sem sentido como os que por aqui deixo sejam considerados nestas nomeações. Mas agradeço, e muito - porque faz bem ao ego), deixo aqui os meus votos:

 

http://aspalavrasnuncatedirei.blogs.sapo.pt/

http://someone_else_but_me.blogs.sapo.pt

http://fadadalua.blogs.sapo.pt/

http://deposito_da_alma.blogs.sapo.pt/

http://diariodeumadivorciada.blogs.sapo.pt/

http://valkiria-na-bruma.blogs.sapo.pt/

http://infiel.blogs.sapo.pt/


lágrimas de olhosquechoram às 19:27
link do post | limpa-me as lágrimas | ver lágrimas caídas (4) | favorito

Vício

Estar, assim como eu estou, sempre a pensar em ti...

Ser, assim como eu sou, apaixonado por ti e por tudo o que te rodeia...

Sentir, assim como eu sinto, uma constante e ininterrupta vontade de te ter, de ser teu...

... só pode ser vício.

Sinto-me viciado em ti. Sinto-me viciado em estar contigo, em falar contigo, em tocar-te, em sentir-te.

Sinto-me viciado por tudo o que tu representas e por tudo o que me ofereces.

Sinto-me viciado por tudo o que és.

Tu vicias-me.

 

É um vício que me preenche, que me completa, que me faz descobrir quem eu sou, que me faz sentir quem eu sou, que me transporta para um universo de paz e harmonia, que me faz vibrar com a vida, que me deixa eufórico de satisfação, que me deixa rouco de prazer.

É um vício que não sou capaz de deixar, não posso nem quero desintoxicar-me de ti.

 

Preciso e Quero sentir-te em mim. Cada vez mais. Para sempre mais.

 


lágrimas de olhosquechoram às 11:09
link do post | limpa-me as lágrimas | ver lágrimas caídas (6) | favorito
Sábado, 23 de Junho de 2007

Quimera

Aconchegado pela minha quimera, sinto os teus braços apertando o meu corpo, sinto a tua pele aquecendo a minha, sinto os teus cabelos pela minha cara, sinto os nossos corpos colados, juntos, tornados num só. Ouço-te sussurrar ao meu ouvido que me queres. Que me queres perto de ti. Que gostas de estar comigo, assim. Ouço-te dizer, a medo, que não podemos mais fingir o que queremos, que é nossa obrigação dar voz e poder aos nossos corações, que é tempo de acordar do sonho para torná-lo realidade.
Eu rio-me. Mostro-me indiferente. Com o coração a saltar para fora de si mesmo tento mostrar que o que me dizes não mexe comigo. Mas não consigo fazer isso. As tuas palavras entradas sussurrantemente pelo meu ouvido transformam-se na mais harmoniosa música para o meu coração, que dançando no seu jeito eufórico e exagerado, ordena um arrepio para toda a pele, ordena uma respiração mais ofegante.
E assim, arrepiado e com a respiração transformada, tu notas que mexeste comigo. Sou obrigado a retribuir as tuas palavras. Enquanto eu te beijo o pescoço, que tu sabiamente tinhas disponibilizado, murmuro ao teu ouvido a minha felicidade em estar contigo, em ter-te! Quando os nossos olhos se misturam, apertamos o nosso corpo, que já era um só, e roubamos, um ao outro, um beijo. Um beijo tornado eternidade. Lábios nos lábios os sentimentos foram trocando de lado, partilhando-se e misturando-se num encantamento de prazer puro.
Sinto a verdade das tuas palavras neste teu beijo. Sinto que desejas ser minha. Sinto que desejas que eu seja teu.
 
Mesmo sabendo que estou agarrado a esta quimera, a esta imaginação e que este estranho amor não será saciado, vale a pena fantasiar contigo.

lágrimas de olhosquechoram às 14:56
link do post | limpa-me as lágrimas | ver lágrimas caídas (4) | favorito
Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Será que.... devo?

Quando me olho ao espelho da alma, quando procuro dentro de mim as respostas para a lista das questões a que me obrigas, quando rebusco no retrato cinzento dos meus sentimentos as razões da minha ansiedade, da minha inquietação, descubro que, afinal, tudo não passa de um jogo de poder entre a consciência e o sentimento.
Amar quando e quem não se deve. Desejar quando e quem não se deve. Sonhar quando e com quem não se deve. Sentir o que não se deve. Amarga-nos a alma. Vai-nos corroendo, destruindo, consumindo por dentro. Ainda não percebi se é a consciência que quer demolir o sentimento, se é o sentimento que tem o dever de esventrar a pesada mão da inflexível consciência.
Esta minha aventura, que rapidamente se tornou no assunto mais sério da minha vida nasceu, precisamente, dum sentimento proibido. Muito proibido. De tão proibido que era, era tido como impossível.
Espantei-me! O impossível é possível.
Perdi-me em sonhos, em desejos, em canções, em luares, em insónias de loucura, em devaneios da alma, em pensamento puros, em pensamentos impuros… tudo por ti! Tudo a ti fiz. O que foi que eu segui? Segui a voz que emanava do meu peito. Segui os meus sentimentos. Fechei os olhos, calei a voz da consciência e, de pés juntos, saltei.
Fui atrás daquilo que queria. Tão simples. Tão fácil. Tão bom.
Nunca me perdoaria ter desistido. Eu tinha de lutar pelo que sentia. Egoísta? Sim. Talvez tenha sido. Mas não fui eu que procurei nada, apenas fui apanhado pelas redes do amor. E sabes duma coisa? Não me arrependo. O futuro vai-nos provar que foi feito o que tinha de ser feito e que os caminhos que percorremos não são mais do que etapas predefinidas, com limitações de escolha por parte de nós. Repara que eu nunca optei por nada. Nunca se colocou opções. Simplesmente deixei-me levar pelos infinitos prazeres do sentimento.
A simplicidade, a mente aberta, a coragem de ouvir o coração, a vontade de ser feliz são as condições para vivermos bem connosco próprios.
 
E isto tudo para dizer que ….
Continuo cada vez mais a apaixonar-me por ti.
Continuarei cada vez mais a lutar por ti.

lágrimas de olhosquechoram às 09:40
link do post | limpa-me as lágrimas | favorito
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

Desejo

Sentado sobre os meus pensamentos revejo o meu estado de alma e tento perceber o que por mim vai acontecendo.

Apercebo-me que estou a viver numa espécie de encantamento, de fascínio, onde a realidade corre lado a lado com o sonho, bem juntinhos mas sem nunca se cruzarem.

As memórias que eu tenho do nosso futuro cravam-se nos meus desejos e estes comandam-me os pensamentos e os actos.

Sinto cada vez mais desejo de ti. Sinto desejo da tua presença, da tua companhia, do teu sorriso. Sinto desejo de estar contigo, de te tocar, de te sentir.

Sinto desejo de te ter.

Desejo ter-te, usufruir de ti, dando-me a ti, como se cada instante fosse o último, como se o amanhã, qual secreto mistério, não existisse. Possuir-te, agarrar-te nos meus braços, apertar o teu corpo no meu, massajar-te levemente cada pedaço da tua pele e beijar-te até à exaustão..... é o meu desejo.


lágrimas de olhosquechoram às 10:36
link do post | limpa-me as lágrimas | favorito
Terça-feira, 19 de Junho de 2007

Sabes o que penso em relação a ti?

Myspace Codes, Myspace GraphicsMyspace LayoutsMyspace Codes, Myspace GraphicsGlitter GraphicsMyspace Codes

lágrimas de olhosquechoram às 20:20
link do post | limpa-me as lágrimas | ver lágrimas caídas (3) | favorito

.lágrimas recentes

. Interruptor

. Pedras no caminho

. Saudades.....

. Plágio

. És a minha felicidade

. Meio termo

. Bússola

. Sempre te amei...

. ...

. Olhos que choram... de fe...

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 23 seguidores

.lágrimas antigas

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.tags

. todas as tags

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
24
25

26
30
31


SAPO Blogs

.subscrever feeds